Trend Coffee - Moda Masculina

Os melhores álbuns de 2012
Os 10 principais trabalhos musicais do ano
por Alysson Souza e Rhaiffe Ortiz
Dentre milhares de lançamentos de 2012 é complicado eleger os maiores discos do ano, mas eu e o Rhaiffe Ortiz topamos a tarefa e nos reunimos para listar os 10 melhores discos do ano nas nossas opiniões pessoais.
10º - Born To Die - Lana Del Rey
Há quem vá discordar, mas o grande motivo de elencar esse CD é o simples fato de Lana ter, de uma forma ou de outra, trazido uma sonoridade diferente ao que estávamos acostumados na música mainstream. O CD traz músicas belíssimas, vocais perfeitos (apesar de que nas apresentações ao vivo, Lana deixou um pouco a desejar), e como não falar dos clipes? Os clipes de Lana Del Rey são sensacionais no que diz respeito à fotografia, verdadeiras obras de arte, o que dá mais estrelinhas douradas a cantora. Pode ser que o CD em si nem seja digno de estar nessa lista, mas ganhou a colocação pelo frescor incontestável que Lana trouxe ao cenário musical de 2012. Destaque para ‘National Anthem’ e ‘Summertime Sadness’.
9º - Until the Quiet Comes - Flying Lotus
Levemente comparado com o seu projeto anterior, Cosmogramma, Steven Ellison, mais conhecido como Flying Lotus elevou em seu novo projeto a sensibilidade do glitch beats com vozes de Thom Yorke, do Radiohead e Erykah Badu.
'Until the Quiet Comes'  é a mistura do eletrônico, jazz, hip-hop e psicodelia que no final faz algum sentido. 
8º - Unapologetic - Rihanna
Apesar de todas as piadas que envolvem o fato de Rihanna fazer um CD por ano, Unapologetic é de surpreender. Rihanna conseguiu fazer um CD que é um dos melhores dos seus 7 trabalhos. Unapologetic deixou de lado o pop genérico do CD anterior e trouxe uma Rihanna mais madura (será?), o que já comprovamos no primeiro single, ‘Diamonds’, que mostrou que a cantora não precisa se aliar a DJs e fazer músicas altamente comerciais para as pistas para conseguir alcançar bons resultados. Destaque para ‘Diamonds’, ‘Jump’, ‘Stay’ e ‘Nobodys Business’, sua parceria inusitada com o ex-namorado Chris Brown.
7º - fin - John Talabot
Eletrônico fresco com bastante identidade. fin foi criado em cima da oposição ao caos da atualidade e dá luz ao ambiente se você ouvir esse disco em um quarto escuro. Digamos que uma tentativa de seguir os passos do Caribou em ‘Swim’ só que com que mais extasia. Talabot abriu bem sua carreira com o debut e já tem sido cotado nos festivais e pistas mais hypes do mundo.
6º - Agridoce - Agridoce
Há quem não consiga olhar pra Agridoce e ver Pitty-Roqueira-Baiana, mas há quem veja uma Pitty madura, que talvez tenha cansado do coturno preto e arrumou essa oportunidade de mostrar que também cresceu, assim como seus fãs. Agridoce foi uma das coisas mais lindas que apareceram na música nacional. O processo de gravação do CD, numa casa na serra, com experimentos sonoros que incluíram baldes, garrafas e talheres, renderam um resultado surpreendente e misteriosamente lindo. Destaque para ‘Dançando’, ‘Romeu’ e ‘Upside Down’. 
5º - The Sun - Cat Power
Provavelmente o disco com musicalidade mais acessível de Cat Power. Uma mistura de fatos políticos com demônios criativos que compõe a parte auto-biográfica do álbum, o testamento entre o que pode acontecer entre a sensibilidade lógica e o lirismo entre sonhos surreias. O álbum é melódico e possui algumas batidas sintetizadas combinadas à voz da cantora. The Sun com certeza faz parte da lista dos grandes álbuns desse ano.
4º - Claridão - Silva
Novo xodó nacional. Depois do seu EP com apenas 5 músicas, Silva trouxe o CD sensacional que recebeu o nome de ‘Claridão’. O álbum com certeza foi o melhor trabalho realizado no cenário nacional e trouxe novos ares à MPB. Com experimentos sonoros de todos os tipos, Silva nos traz músicas sensacionais capazes de nos imergirem no clima do álbum e quando você menos espera, o CD já tocou inteiro. Destaque para ‘12 de Maio’ e ‘Imergir’.
3º - channel ORANGE - Frank Ocean
Parece que Frank Ocean surgiu do nada do mesmo jeito que as pessoas começaram a ouvir o seu disco. Mas não. Ocean já compôs para Brandy Norwood e John Legend e já lançou duas mixtapes que fizeram despertar os olhares de Kanye West, Jay-Z e Beyoncé. Participando do disco ‘Watch the throne’ e escrevendo ‘I Miss You’, da ex-Destiny Child. E após o channel ORANGE, o ‘boom’ se instalou e assim Frank Ocean se fincou como o cantor mais promissor e como um dos melhores discos de 2012 com várias indicações ao Grammy. Um disco que chegou no âmbito mais popular da classe musical quanto aos hipsters de plantão. O cantor encontra inspiração em problemas sociais vivenciados pelo próprio, como em ‘Crack Rock’. O resto de channel ORANGE é tão aventureiro ao mesmo nível que potente. Tamanho disco faz Frank Ocean se tornar um artista de grande resolução.
2º - Halcyon - Ellie Goulding
Ellie traz, em seu segundo álbum, um clima misterioso, sombrio e romântico que nos prende do início ao fim. Depois do seu CD de estreia, ‘Lights’, que rendeu o relançamento ‘(Bright) Lights’, de alcançar o primeiro lugar na parada de discos britânica e de ainda conseguir um destaque nos EUA nos 45 minutos do 2º tempo, com o lançamento do último single, a cantora conseguiu trazer um trabalho para se firmar e conquistar novos fãs. ‘Halcyon’ é um CD consistente, linear e bonito, que valoriza os vocais quase puros da cantora. A escolha dos singles até agora foram certeiras, com destaque para ‘Anything Could Happen’ e a sensacional ‘Figure 8’. Tudo isso fez de ‘Halcyon’ um dos melhores álbuns do ano.
1º - Fiona Apple - The Idler Wheel… 
A nova-iorquina com quatro discos de peso nas costas parece carregar o piano no bolso de sua calça jeans. Fiona Apple trabalhou lentamente nesse último disco fora dos holofotes da indústria, quase esquecida. E assim fez suas composições e trabalhou todo o conceito de seu quarto álbum. Nunca hesitou em esconder nada de seu íntimo em suas canções, talvez na intenção de se expressar ao máximo ou simplesmente relatando os ocorridos. O álbum é um pedaço de sua introspecção neurótica, até a instrumentalidade dele parece nervosa. Os vocais estão um pouco mais estridentes mas ao ouvir, Fiona consegue com que você a imagine o produzindo, o criando da forma mais natural possível, com os sons mais naturais possível. 
E aí, curtiu?
 - Moda Masculina

Os melhores álbuns de 2012

Os 10 principais trabalhos musicais do ano

por Alysson Souza e Rhaiffe Ortiz

Dentre milhares de lançamentos de 2012 é complicado eleger os maiores discos do ano, mas eu e o Rhaiffe Ortiz topamos a tarefa e nos reunimos para listar os 10 melhores discos do ano nas nossas opiniões pessoais.

10º - Born To Die - Lana Del Rey

Lana Del Rey é um dos álbuns do anoHá quem vá discordar, mas o grande motivo de elencar esse CD é o simples fato de Lana ter, de uma forma ou de outra, trazido uma sonoridade diferente ao que estávamos acostumados na música mainstream. O CD traz músicas belíssimas, vocais perfeitos (apesar de que nas apresentações ao vivo, Lana deixou um pouco a desejar), e como não falar dos clipes? Os clipes de Lana Del Rey são sensacionais no que diz respeito à fotografia, verdadeiras obras de arte, o que dá mais estrelinhas douradas a cantora. Pode ser que o CD em si nem seja digno de estar nessa lista, mas ganhou a colocação pelo frescor incontestável que Lana trouxe ao cenário musical de 2012. Destaque para ‘National Anthem’ e ‘Summertime Sadness’.

9º - Until the Quiet Comes - Flying Lotus

àlbum do Flying Lotus é um dos álbuns do anoLevemente comparado com o seu projeto anterior, Cosmogramma, Steven Ellison, mais conhecido como Flying Lotus elevou em seu novo projeto a sensibilidade do glitch beats com vozes de Thom Yorke, do Radiohead e Erykah Badu.

'Until the Quiet Comes'  é a mistura do eletrônico, jazz, hip-hop e psicodelia que no final faz algum sentido. 

8º - Unapologetic - Rihanna

Unapologetic é um dos melhores álbuns de 2012Apesar de todas as piadas que envolvem o fato de Rihanna fazer um CD por ano, Unapologetic é de surpreender. Rihanna conseguiu fazer um CD que é um dos melhores dos seus 7 trabalhos. Unapologetic deixou de lado o pop genérico do CD anterior e trouxe uma Rihanna mais madura (será?), o que já comprovamos no primeiro single, ‘Diamonds’, que mostrou que a cantora não precisa se aliar a DJs e fazer músicas altamente comerciais para as pistas para conseguir alcançar bons resultados. Destaque para ‘Diamonds’, ‘Jump’, ‘Stay’ e ‘Nobodys Business’, sua parceria inusitada com o ex-namorado Chris Brown.

7º - fin - John Talabot

Fin é um dos melhores álbuns de 2012Eletrônico fresco com bastante identidade. fin foi criado em cima da oposição ao caos da atualidade e dá luz ao ambiente se você ouvir esse disco em um quarto escuro. Digamos que uma tentativa de seguir os passos do Caribou em ‘Swim’ só que com que mais extasia. Talabot abriu bem sua carreira com o debut e já tem sido cotado nos festivais e pistas mais hypes do mundo.

6º - Agridoce - Agridoce

Álbum Agridoce é um dos melhores do anoHá quem não consiga olhar pra Agridoce e ver Pitty-Roqueira-Baiana, mas há quem veja uma Pitty madura, que talvez tenha cansado do coturno preto e arrumou essa oportunidade de mostrar que também cresceu, assim como seus fãs. Agridoce foi uma das coisas mais lindas que apareceram na música nacional. O processo de gravação do CD, numa casa na serra, com experimentos sonoros que incluíram baldes, garrafas e talheres, renderam um resultado surpreendente e misteriosamente lindo. Destaque para ‘Dançando’, ‘Romeu’ e ‘Upside Down’. 

5º - The Sun - Cat Power

Cat Power lança um dos melhores álbuns do anoProvavelmente o disco com musicalidade mais acessível de Cat Power. Uma mistura de fatos políticos com demônios criativos que compõe a parte auto-biográfica do álbum, o testamento entre o que pode acontecer entre a sensibilidade lógica e o lirismo entre sonhos surreias. O álbum é melódico e possui algumas batidas sintetizadas combinadas à voz da cantora. The Sun com certeza faz parte da lista dos grandes álbuns desse ano.

4º - Claridão - Silva

Silva, xodó nacional, lançou um dos melhores álbuns do anoNovo xodó nacional. Depois do seu EP com apenas 5 músicas, Silva trouxe o CD sensacional que recebeu o nome de ‘Claridão’. O álbum com certeza foi o melhor trabalho realizado no cenário nacional e trouxe novos ares à MPB. Com experimentos sonoros de todos os tipos, Silva nos traz músicas sensacionais capazes de nos imergirem no clima do álbum e quando você menos espera, o CD já tocou inteiro. Destaque para ‘12 de Maio’ e ‘Imergir’.

3º - channel ORANGE - Frank Ocean

Frank Ocean lançou um dos melhores álbuns do anoParece que Frank Ocean surgiu do nada do mesmo jeito que as pessoas começaram a ouvir o seu disco. Mas não. Ocean já compôs para Brandy Norwood e John Legend e já lançou duas mixtapes que fizeram despertar os olhares de Kanye West, Jay-Z e Beyoncé. Participando do disco ‘Watch the throne’ e escrevendo ‘I Miss You’, da ex-Destiny Child. E após o channel ORANGE, o ‘boom’ se instalou e assim Frank Ocean se fincou como o cantor mais promissor e como um dos melhores discos de 2012 com várias indicações ao Grammy. Um disco que chegou no âmbito mais popular da classe musical quanto aos hipsters de plantão. O cantor encontra inspiração em problemas sociais vivenciados pelo próprio, como em ‘Crack Rock’. O resto de channel ORANGE é tão aventureiro ao mesmo nível que potente. Tamanho disco faz Frank Ocean se tornar um artista de grande resolução.

2º - Halcyon - Ellie Goulding

Ellie Gouding lançou um dos melhores álbuns dde 2012Ellie traz, em seu segundo álbum, um clima misterioso, sombrio e romântico que nos prende do início ao fim. Depois do seu CD de estreia, ‘Lights’, que rendeu o relançamento ‘(Bright) Lights’, de alcançar o primeiro lugar na parada de discos britânica e de ainda conseguir um destaque nos EUA nos 45 minutos do 2º tempo, com o lançamento do último single, a cantora conseguiu trazer um trabalho para se firmar e conquistar novos fãs. ‘Halcyon’ é um CD consistente, linear e bonito, que valoriza os vocais quase puros da cantora. A escolha dos singles até agora foram certeiras, com destaque para ‘Anything Could Happen’ e a sensacional ‘Figure 8’. Tudo isso fez de ‘Halcyon’ um dos melhores álbuns do ano.

1º - Fiona Apple - The Idler Wheel… 

Fiona Apple lançou o melhor álbum de 2012A nova-iorquina com quatro discos de peso nas costas parece carregar o piano no bolso de sua calça jeans. Fiona Apple trabalhou lentamente nesse último disco fora dos holofotes da indústria, quase esquecida. E assim fez suas composições e trabalhou todo o conceito de seu quarto álbum. Nunca hesitou em esconder nada de seu íntimo em suas canções, talvez na intenção de se expressar ao máximo ou simplesmente relatando os ocorridos. O álbum é um pedaço de sua introspecção neurótica, até a instrumentalidade dele parece nervosa. Os vocais estão um pouco mais estridentes mas ao ouvir, Fiona consegue com que você a imagine o produzindo, o criando da forma mais natural possível, com os sons mais naturais possível. 

E aí, curtiu?




5

Fotos: Divulgação

blog comments powered by Disqus

28, Dezembro, 2012 l Direitos reservados l 5 likes

Revista online de moda masculina We Hate Mag







Faça parte do nosso grupo de leitores



Envie seu post
Tendências da moda masculina de verão e inverno